“De um lado a amplidão, as ondas, os ventos e os relâmpagos, as tempestades; do outro, um ser humano. De um lado o mar, do outro uma mente humana; de um lado o infinito, do outro, um átomo.”

Victor Hugo – Trabalhadores do Mar

De onde vem o fascínio pelo mar?  A vontade de navegar rumo ao horizonte sem fim, toda vez que estamos à beira do mar. Ao leme, fazemos parte de uma antiga sociedade secreta, que compartilha os mesmos saberes há mais de 5 mil anos. No mar a tecnologia não tem valor algum se não estiver lastreada pelo conhecimento tradicional da navegação. Talvez isso, talvez o isolamento, talvez o silêncio. A vista de terras novas após uma travessia, talvez a relação única com a natureza. Um barco sempre foi mais que um meio para um fim. Mas também não é um mero objeto de desejo.

O fato é que mais e mais pessoas estão perdendo o medo e os preconceitos, e construindo barcos. É claro que sempre se pode comprá-los, mas fazer é muito mais intenso. A satisfação de ter realizado uma obra de engenharia tão complexa pelas próprias mãos, e ser capaz de navegar nele é indescritível, independentemente do tamanho do barco. É claro que sempre vão aparecer os críticos (barco não se constrói, se compra! Isso vai afundar!). Como se todos os barcos que estão por aí não tivessem sido construídos por alguém também…

É muito difícil? Depende do que você quer. Sonhe alto com os pés no chão e você vai ter um barco que vai te trazer muitas alegrias e pouca dor de cabeça. É muito caro? Você decide isso também. Os primeiros veleiros da humanidade não custaram nada. Só o trabalho de cortar a árvore, fabricar as tábuas, e montar tudo. Ou seja, quanto mais você faz, menos você gasta.

A proposta do Estaleiro-Escola Madeira Mar é oferecer a você a oportunidade, os meios e o conhecimento para realizar seu sonho de ter seu barco. Oferecemos cursos que podem preparar você para construir, projetar, reparar ou equipar seu barco, e um espaço para apaixonados pelo mar trocarem conhecimentos e experiências.